• Twitter
  • Facebook
Home \ Nosso povo \ Você realmente relembra o Holocausto?

Você realmente relembra o Holocausto?

26.01.11  |   Nosso povo  |  Marcella Becker

Há apenas uma maneira de lembrar, diz esta escritor ativista.
Esta semana, um dia especial é conhecido como o Dia Internacional de Recordação do Holocausto e foi designado para prestar homenagem à memória de milhões de judeus brutalmente assassinados pelos nazistas, que voluntariamente realizaram o plano depravado de Hitler de implementar a “solução final” do povo judeu. 

Embora reconheça que o respeito oficial se destina a educar o público sobre a Shoah, a atrocidade inominável perpetrada sobre os judeus do leste europeu apenas porque eram judeus, na minha opinião só há uma maneira de lembrar os nossos 6.000.000 Kedoshim (Mártires) –  e esta é tendo um forte e seguro Estado de Israel.

Isso dá o verdadeiro sentido às palavras “Nunca Mais”!

Portanto, me perdoem se eu não fico impressionado quando o chefe da Organização das Nações Unidas veste um kipá “antes de apresentar seu discurso em uma sinagoga em Nova Iorque, quando dois dias antes de sua palestra, ele condenou firmemente Israel pela a construção de” assentamentos ”
             
Da mesma forma, eu não “shep nachas” (fico feliz) quando dignitários de países estrangeiros são trazidos para o Yad Vashem em Jerusalém, e utilizam esse local sagrado para comparar o tratamento de Israel aos “palestinos” com a Alemanha nazista!

Eu também tenho mantido por muito tempo que a anual “Marcha da Vida” deve ser abandonada como acontece e serve para reforçar os cofres de muitos anti-semitas na Polónia, que acreditam que o Holocausto foi justificado.

Se, de fato, o Dia Internacional de Lembrança é voltado para realmente para penetrar na psique coletiva do mundo, então a sobrevivência da terra de Israel, o lar dos  judeus, que com a ajuda de D’us renasceu depois de Auschwitz, deve ser uma preocupação prioritária para as nações, ao invés de demonizar de forma consciente Israel, que se defende de seus inimigos árabes inplacáveis. E – de extrema importância para lembrar o Holocausto -, é para os judeus do mundo se apresentarem unidos em apoio ao Estado judeu! (saiba como aqui)

É incompreensível e inconcebível que, após um terço do povo judeu ser dizimado por bestas assassinas de Hitler…, existirem hoje inúmeros judeus esquerdistas que defendem os inimigos árabes, que têm provocado inúmeras guerras de agressão, bem como uma ‘paz’ de terror, e que abertamente conclama pela eliminação do Estado judeu!

Pode o mundo se lembrar do Holocausto se o nosso próprio povo contém judeus renegados que aparentemente esquecerem as Cruzadas, pogroms, inquisições e o horror da Shoah?

Em última análise, cabe a cada judeu compreender verdadeiramente o milagre do renascimento de Israel depois de dois milênios de perseguição dos gentios ..�

Como o anti-semitismo mais uma vez levanta sua cabeça, seria sensato que os judeus da Diáspora fizessem suas malas e voltassem para casa para construir em todos lugares em Eretz Israel.

por Shifra Hoffman
Shevat 20, 5771 / 25 de janeiro de 2011 (ec)
israelnationalnews.com

Comentários fechados.