• Twitter
  • Facebook
Home \ Chaguim \ Purim – por Rav Netanel Tzippel

Purim – por Rav Netanel Tzippel

14.02.11  |   Chaguim  |  Marcella Becker

Há uma frase famosa muita usada em hebraico que diz: “nem todo dia é Purim”. Isso, realmente, é verdade, nem todo dia é como Purim, nem todo dia temos o mérito de ter um dia tão alegre – não há um dia tão elevado durante o ano.

No Talmud Yerushalmi é dito que no futuro todos os livros do Tanach serão anulados, menos a Meguilá Ester, de acordo com o que está escrito nela: “Estes dias de Purim não passarão (deixarão de existir) para os judeus e sua lembrança não se extinguirá de sua descendência“. E no Midrash está escrito que todas as festividades serão anuladas menos os dias de Purim, se baseando no mesmo versículo.

Rabi Natan, o maior aluno de Rabi Nachman de Breslov, perfuntou qual a diferença que há no milagre de Purim diferente dos outros que foram feitos para o povo judeu durante  toda a existência? Afinal, o milagre de Purim não mudou a ordem da natureza como na abertura do Mar Vermelho! Em Pessach, por exemplo, vemos que D´s mudou as ordens da natureza fazendo milagres muito grandes! Então, qual é a grandeza de Purim a ponto de não ser anulado enquanto todos os outros serão?

O próprio Rabi Natan responde que o milagre de Purim difere de todos os outros pois ele levou o povo judeu ao arrependimento e ao cumprimento das mitsvot, este é um fato de maior grandiosidade que a mudança da natureza, pois para D´s isto não é difícil (mudar a natureza).  Apesar destes grandes milagres envolverem uma carga emocional forte, esta marca não se mantêm forte por muito tempo. Não há uma influência real sobre aqueles que viram e sentiram o milagre, eles presenciaram um grande fato, mas depois voltaram às suas rotinas, cada um retorna a sua casa e sua tenda. Inclusive, foram capazes de fazer pecados muito grandes como o pecado do bezerro de ouro e outros.

Porém, o milagre de Purim penetrou nos corações do povo judeu, como está escrito na Meguilá: “Os judeus cumpriram e receberam sobre si e sobre sua descendência…”.

Apesar de parecer que toda a história da Meguilá acontece de acordo com as regras naturais, sem nenhuma intervenção Divina – houve uma revelação Divina através da proteção , esta foi uma evidência de que D´s observa cada indivíduo em cada momento da sua vida, e Ele faz milagres sem mudar o curso da natueza, a todo aquele que clama por Ele verdadeiramente. Os milagres não são feitos somente com grandeza e para todo o povo como ocorreu na abertura do Mar Vermelho. Por isso, no caso da Meguilá, cada judeu se perguntou: “o que quer dizer isso pra mim?” e se arrependeu de seus atos, recebendo sobre si a Torá novamente. Por isso a luz de Purim é a maior, a ponto de não ser anulada nunca – ela revela a ligação especial entre nós e D´s mesmo na rotina do dia a dia.

Este é o assunto principal da Meguilat Ester – revelar aquilo que está oculto, por isso a Meguilá recebe o nome de Ester, que deriva do radical oculto, e não de Mordechai ou de Shushan. A Meguilá Ester é aquela que revela a luz Divina, a luz da fé, ela nos faz prestar atenção no tipo especial de milagre que se passa durante todo o decorrer da vida, e através disto revela-se que a vida inteira é um grande milagre. Por isso, o milagre de Purim, aquele que nos revela os grandes mialgres do dia a dia, deve ser lembrado mais que todos os outros milagres!!!

Purim Sameach! Saiba mais sobre Purim aqui

purim1 Purim   por Rav Netanel Tzippel

Comentários fechados.