• Twitter
  • Facebook
Home \ Halachot \ Halachót Shemá Israel 3 – Tefilin

Halachót Shemá Israel 3 – Tefilin

17.12.10  |   Halachot  |  administrador

Na continuação do Shemá vemos a mitsvá do tefilin – ukshartam leot al yadecha vehaiu letotafot bein einecha – e amarrarás como um sinal em seu braço e estará entre seus olhos.

            O que significa esta frase? Será que é suficiente amarrar um barbante em nossas mãos? Será que o local é realmente entre nossos olhos? O que é e como é feito o tefilin? Todas estas perguntas ficariam sem resposta se não fosse a nossa torá oral! O tefilin é uma das inúmeras provas da necessidade da torá oral, pois se não fosse ela, não entenderíamos as mitsvot da torá escrita.

            O que significa o tefilin?

1- Humildade: reconhecemos que D’s está acima de nossa cabeça (Ele nos ajuda a chegar em nossas brilhantes idéias, nos ajuda em nosso entendimento e nos dá  sabedoria). Também afirmamos que D’s está em volta de nosso braço (nos ajuda em tudo o que fazemos, nos dá força para nosso trabalho e para conseguirmos parnassá). Botamos o tefelin direcionado para nosso coração, representando que as vontades de nossos corações só se realizarão se D’s quiser.

2- Direcionamento: aprendemos que devemos direcionar nossa inteligência, nossas vontades e nossas ações para o bem. Está escrito que o olho vê, o coração deseja e os braços fazem. Assim, o tefilin fica entre nossos olhos para tomarmos cuidado com o que vemos; fica direcionado para o nosso coração, para segurarmos nossos desejos errados; em nossa cabeça para não justificarmos falsamente nossos vontades; e amarrado em nosso braço, para não agirmos de forma incorreta.

3- Pacto: através de amarrar o tefilin em nosso braço, lembramos o pacto que temos com nosso D’s, de cumprir seus mandamentos e estudar sua torá, lembramos da saída do Egito e da unicidade de D’s. 

Está escrito no talmud que quando Moshe pediu a D’s que mostrasse seu caminho, revelando como ele age no mundo, D’s respondeu que sua face ele não poderia ver, mas que mostraria suas costas. Assim, D’s mostrou o nó do tefilin de “sua cabeça”. O que isto significa? O tefilin simboliza os caminhos de D’s, preto, obscuro, não dá para entendermos de forma completa. Porém, sabemos que a tira do lado esquerdo é menor que a do lado direito, pois a direita representa bondade e piedade, que é sempre maior que a justiça (a da esquerda). Além disso, “as costas” de D’s significa que, muitas vezes, só conseguimos entender os caminhos de D’s após o fato já ter acontecido, quando pensamos no passado.

            Vemos que, no tefilin da cabeça, de um lado há um shin de 3 braços e do outro um shin de 4 braços. O motivo disso é que a numerologia da letra shin equivale a 300; portanto, dois shin equivalem a 600. Os dois shin juntos formam a palavra shesh (shin shin) que significa 6 – assim, já temos 606. Somando os 3 braços de um com os 4 do outro chegamos a 613. Assim, lembramos as 613 mitsvot e aprendemos que a colocação do tefilin equivale às 613 mitsvot.

            Está escrito que o povo judeu disse para Hashem que gostariam de estudar torá o dia inteiro, mas que não tinham tempo, pois tinham outros afazeres materiais para realizarem durante o dia. D’s respondeu que se eles colocassem o tefilin, Ele consideraria como se realmente estivéssemos estudando o dia todo.

O horário do tefilin é durante todo o dia e não de noite, porém, o mais correto é colocarmos logo pela manhã, durante a reza da manhã. Assim, também não corremos o risco de esquecer.    

O tefilin deve ser colocado na cabeça acima da raiz dos cabelos, tomando muito cuidado para não cair sobre a testa. Já o do braço, deve estar em cima do músculo cerca de 3 dedos antes da dobra do braço quando o braço estiver dobrado a 90 graus.

Antes de colocarmos o tefilin, devemos ter a intenção de cumprir o mandamento da torá de pôr tefilin, pronunciar as bençãos e não falar entre a colocação do tefilin do braço e o da cabeça.

Devemos retirar o tefilin com a mão esquerda demonstrando que é difícil para nós retirá-los, que gostaríamos de continuar cumprindo a mitvá do tefilin por mais tempo.

Devemos tomar cuidado para não soltar gazes com o tefilin por respeito ao mesmo, assim também não podemos entrar com ele no banheiro.

O tefilin deve ser verificado duas vezes a cada sete anos e comprado somente de um rabino de confiança. Lembrando que comprar tefilin em Israel não necessariamente significa que este seja um tefilin kasher.

0 Comentários.

Deixe um comentário