• Twitter
  • Facebook

Arquivo da categoria: Halachot

O telefone tocou, e agora? – por Fábio Erlich

HalachotSem comentários
28 dez 10

Estava dormindo tranquilamente em minha cama e de repente, antes mesmo de acordar, o telefone da minha casa ou o meu telefone celular tocou e no mesmo momento em que toca o telefone eu atendo, antes mesmo de recitar o ‘Modê Ani”. Será eu fiz de forma correta? Neste caso, devo recitar o ‘Modê Ani’ imediatamente após desligar o telefone ou não devo sequer atender o telefone, recitar o  ‘Modê Ani’ primeiro e só após pensar em atender o telefone, se ainda der tempo? Em relação as ‘Bircot Hashachar’ que dizemos todas as manhãs, será que eu devo recitar Ada [...]

Leia mais

Teshuvá – por Fábio Erlich

HalachotSem comentários
27 dez 10

Uma pessoa faz teshuvá de um pecado ou de algo errado que cometeu e recebe sobre si não mais fazer aquele mesmo erro no futuro. Caso haja uma grande possibilidade da pessoa no futuro cair no mesmo pecado, e ela sabe que isso sim pode acontecer, mesmo assim ela deve receber sobre si não cometer aquela mesma transgressão ou não? Ou seja, se a pessoa sabe que ela pode vir a pecar, no momento da teshuvá, será que ela pode receber sobre si a não realização do pecado no futuro ou isso seria de alguma forma uma mentira perante D´us? [...]

Leia mais

Halachot Chazará

HalachotSem comentários
17 dez 10

por Rav Benjamin Zagury Após a finalização da amidá, devemos esperar no lugar onde paramos após os três passos para trás, até o chazan começar a repetição da amidá (chamada de chazará), e só voltamos para frente na hora do nakdishach (parte que é dita na chazará, logo após a brachá de hakel hakadosh, na qual santificamos a D’s). Se quando o chazan começar a chazará, ainda estivermos no meio de nossa amidá em voz baixa, não podemos interrompê-la, nem mesmo para responder amen ou nakdishach. Devemos continuar nossa reza em voz baixa normalmente e sem pressa! Quando o chazan [...]

Leia mais

Halachot Sobre os Acréscimos na Amidá- Parte 2

HalachotSem comentários
17 dez 10

por Rav Benjamin Zagury   Como dissemos no texto anterior, a amidá sofre algumas mudanças, dependendo da época do ano ou do dia em que estamos. Assim sendo, continuaremos falando sobre as halachót relativas às mudanças que fazemos na amidá.   3- Datas especias da Torá Yaale veiavo: acrescentamos este trecho no inicio do mês judaico (Rosh Chodesh), em chol hamoed pessach e em chol hamoed sukot. Caso tenha esquecido ou esteja em dúvida se falou ou não, deve prosseguir da seguinte forma: Se for a noite de Rosh Chodesh, não precisa voltar. Se for no dia de Rosh Chodesh [...]

Leia mais

Halachot Sobre os Acréscimos na Amidá

HalachotSem comentários
17 dez 10

por Rav Benjamin Zagury Sendo a amidá a reza principal, que fazemos todos os dias, ela sofre algumas mudanças, dependendo da época do ano, ou do dia em que estamos. Assim também, no shabat e nos chaguim há uma amidá um pouco diferente. Vejamos a seguir as halachót relativas às mudanças que fazemos na amidá.  1- Lembrança das chuvas Mashiv haruach umorid hagueshem: Que D’s sopra o vento e faz cair a chuva – começamos a dizer este trecho a partir da reza de mussaf do último dia de Sukot até a reza de mussaf do primeiro dia de Pessach [...]

Leia mais

Halachot Amidá

HalachotSem comentários
17 dez 10

Nesta semana falaremos sobre a reza mais importante do sidur, na qual estamos mais próximos de D’s: a Amidá. Esta reza é tão importante a ponto de estar escrito na Mishná que não podemos interrompê-la, nem mesmo para falar com um rei ou até mesmo se uma cobra estiver subindo em nosso calcanhar (obviamente, em casos em que não há risco de vida). Quando uma pessoa está rezando a amidá, a presença divina está a sua frente, de modo que é proibido passar na frente desta pessoa numa distância de 2 metros. Outro motivo para tal é para não atrapalhar [...]

Leia mais

Shemá Israel – Tsitsit / Lembrar saida do Egito

HalachotSem comentários
17 dez 10

Nesta semana falaremos sobre a última parashá do Shemá Israel. Esta parashá fala basicamente de duas mitsvot: a do tsitsit e a de lembrarmos a saída do Egito. Está escrito: “veassu lachem tsitsit al canfe bigdeihem…” – E farás tsitsit nos cantos de sua roupa. A mitsvá do tsitsit recai sobre os homens, durante o dia, que quando usarem uma roupa que tenha quatro cantos, deverá amarrá-lo em seus cantos. Tendo a possibilidade de tão facilmente cumprirmos uma mitsvá da torá, costumamos sempre usar uma roupa de quatro cantos em baixo de nossa vestimenta. Portanto, ai vão algumas halachót sobre [...]

Leia mais

Halachot do Shemá Israel – Mezuzá

HalachotSem comentários
17 dez 10

Na continuação do Shemá vem a mitsvá da Mezuzá: Uchtavtam al mezuzot beitecha uvishearecha – “e escreverás nos umbrais de suas portas”. Novamente, vemos que sem a torá oral não entenderíamos a torá escrita, não entenderíamos o que é a mezuzá, nem o que escrever em nossos umbrais e nem saberíamos que deve ser escrito o Shemá Israel em um pergaminho. Está escrito no Talmud (Menachot 33b) que D’s é diferente dos homens, pois um rei mundano fica no centro e todos o protegem por fora, enquanto com D’s, seu povo fica no centro e Ele os protege por fora, [...]

Leia mais

Halachót Shemá Israel 3 – Tefilin

HalachotSem comentários
17 dez 10

Na continuação do Shemá vemos a mitsvá do tefilin – ukshartam leot al yadecha vehaiu letotafot bein einecha – e amarrarás como um sinal em seu braço e estará entre seus olhos.             O que significa esta frase? Será que é suficiente amarrar um barbante em nossas mãos? Será que o local é realmente entre nossos olhos? O que é e como é feito o tefilin? Todas estas perguntas ficariam sem resposta se não fosse a nossa torá oral! O tefilin é uma das inúmeras provas da necessidade da torá oral, pois se não fosse ela, não entenderíamos as mitsvot [...]

Leia mais

HALACHÓT DO SHEMÁ ISRAEL (continuação)

HalachotSem comentários
17 dez 10

O Shemá Israel continua nos dando a obrigação de ensinarmos a nossos filhos a torá -  “Veshinantam levanecha” – “e repetirás a teu filho”. Esta é uma das mitsvót mais importantes da torá, pois somente assim conseguimos manter a chama do judaísmo acesa, fazendo com que o povo judeu, independente do momento ou do lugar no qual se encontre, continue cumprindo a mesma torá e mitsvót que recebemos na geração da saída do Egito. É disto que depende a sobrevivência do povo judeu, pois mais do que o anti-semitismo conseguiu exterminar membros do nosso povo, a assimilação dia a dia [...]

Leia mais