• Twitter
  • Facebook
Home \ TORÁzinha \ A Profecia de Rashi

A Profecia de Rashi

04.01.11  |   TORÁzinha  |  Marcella Becker

BS”D  

Isto aconteceu durante os últimos anos de Rashi, quando os cruzados estavam lutando para libertar a Terra Santa das mãos dos Turcos.

O duque de Lorraine que era considerado um poderoso capitão, estava prestes a partir com um grande exército a caminho de Jerusalém. Tendo ouvido falar muito na sabedoria do Rashi, resolveu ir vê-lo e pedir seu conselho. Quando o duque chegou a Worms, onde Rashi morava, mandou chamar o grande sábio judeu. Mas seus mensageiros voltaram dizendo que ele recusava-se a atendê-lo. O duque ficou muito zangado e resolveu ir pessoalmente visitar Rashi.

Ao entrar sem bater em sua casa, o Duque viu muitos livros sobre uma mesa, mas ninguém estava lá. Ele não conseguia ver o sábio e chamou-o pelo nome: “Salomão, Salomão, onde você está?” Rashi respondeu: “Estou aqui. Qual é o seu desejo meu Lorde?”

“Mas não consigo vê-lo! Onde você esta?”, chamou o duque novamente.

Em seguida viu um homem de aspecto muito santo, curvado sobre seus livros.

O duque dirigiu-se a ele humildemente. “Ouvi falar na sua cultura e sabedoria. Judeus e Gentios dizem que o Sr é um profeta. Vim pedir-lhe um conselho. Reuni um grande exercito de infantaria e cavalaria e estou indo conquistar Jerusalém. Terei sucesso? Diga-me a verdade e prometo-lhe que, mesmo que a profecia não seja favorável não lhe farei mal.”

“Meu senhor, não tenho resposta animadora para lhe dar, mas já que está me pressionando para responder, vou procurar satisfazê-lo. A princípio terá sucesso e capturará Jerusalém e reinara lá durante três dias. No quarto dia, porem, será expulso e terá de fugir. A maior parte de seu exercito será disperso ou morto, e muitos também morrerão no caminho de volta. O senhor meu Lorde, voltará a esta cidade com apenas três homens e três cavalos.”

O duque empalideceu ao ouvir a triste profecia. Depois disse: “Manterei minha palavra, e se sua profecia acontecer, nenhum mal lhe acontecerá. Mas, caso eu volte com quatro homens, darei sua carne aos cães e matarei todos os judeus do meu país!”

Em pouco tempo, o duque viu que a profecia de Rashi estava se concretizando. Pelo menos a parte que dizia respeito à sua campanha militar na Terra Santa certamente se cumpriu. O duque começou a voltar com um pequeno exercito, mas seus exaustos soldados foram morrendo ou desertando um após o outro. Quando se aproximou da cidade de Worms, tinha conseguido quatro cavaleiros. Lembrando-se que Rashi tinha previsto que voltaria com apenas três homens, decidiu matar Rashi como havia lhe avisado.  Mas quando o duque estava se preparando para entrar na cidade, uma viga com pontas de ferro caiu de repente dos portões da cidade na cabeça de um dos cavalos matando-o. O cavaleiro teve que ficar ao lado de fora da cidade e o duque entrou em Worms com apenas três homens, exatamente como Rashi havia previsto!

O duque então ficou com muito medo e viu que Rashi era realmente um homem muito santo. Resolveu ir visitá-lo e prestar-lhe seus respeitos.

Ao aproximar-se da residência de Rashi, viu uma grande multidão em torno da casa, todos parecendo muito tristes, alguns até chorando. Logo soube que Rashi tinha falecido e ia ser sepultado. O duque e a sua comitiva esperaram pelo funeral e prestaram suas homenagens ao grande e famoso sábio.  

0 Comentários.

Deixe um comentário